Prax Editora
Sobre nós

Evento educacional: Apple quer reinventar o mercado de livros-texto

Evento educacional: Apple quer reinventar o mercado de livros-texto


O executivo afirmou que a relação com o mercado educacional faz parte do DNA da Apple, e que eles estão orgulhosos de participar de qualquer coisa que possa ajudar estudantes a aprender e conquistar excelência.

Apesar de afirmar que o iPad está mexendo com o brio dos educadores e de estudantes, os desafios atuais da educação norte-americana (e mundial, como um todo) são graves. Por isso, a Apple acha que pode (e deve) fazer mais. E uma das forma de se fazer isso é reinventando o mercado de livros-texto.

Hoje, livros didáticos/acadêmicos podem não ser a melhor forma de aprendizagem. Eles podem até ter bons conteúdos, mas são pesados, se perdem amassam… falta portabilidade, durabilidade, interatividade, formas de se achar mais facilmente um assunto, entre outras coisas. Tudo isso (ou quase tudo) pode ser suprido com o digital. Por isso, a empresa anunciou o iBooks 2, que leva a experiência dos livros-texto ao iPad.

Ao abrir o aplicativo, a tradicional estante aparece. Nela, encontramos livros com vídeos introdutórios, ótimos layouts, gráficos bem trabalhados, possibilitando diversas formas de interação, como, por exemplo, modo tela cheia, perfeito para interagir com uma animação de cadeia de DNA.

Autores terão total liberdade, tanto no layout quando na inserção e conteúdo. Assim como no OS X 10.7, palavras podem ter seus significados mostrados na tela, bastando tocar nelas. Resumo de capítulos, questões para testar o aprendizado, espaço para anotações também fazem parte dos livros-texto. Ou seja, a interatividade (e atualidade) do mundo digital, agora em livro-texto educacionais.

O iBooks 2 é gratuito e já está disponível na App Store [36,9MB; requer o iOS 4.2 ou superior de iPads e iPhones/iPods touch].

Mas como criar esses livros? É aí que entra o aplicativo iBooks Author. Disponível gratuitamente para Mac, ele é simples, poderoso e recheado de recursos para autores, professores e profissionais acadêmicos. Basicamente será possível usá-lo para criar qualquer tipo de livro, e não apenas livros-texto — contudo, o foco é neles.

Sua interface lembra a do Keynote, famoso aplicativo para a criação de apresentações da suíte iWork — contando, inclusive, com algumas animações dele. Ele aceita a importação de conteúdos já editorados em outros softwares, permitindo ainda a inclusão de widgets, códigos HTML, JavaScript e comunicação com banco de dados externo, mostrando-se uma ferramenta bem poderosa. Muita coisa acontece de forma automática, sem que o autor se preocupe. Quer ver como está o seu trabalho? Basta plugar o seu iPad para visualizar o livro em tempo real. Além de ser fácil criar um livro, sua publicação também é algo simples de ser feito.


Fonte: MacMagazine



« voltar